terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Em meio a dificuldades, repasse da prefeitura mantém Hospital São Sebastião funcionando



Os R$ 60 mil mensais repassados da prefeitura de Wenceslau Braz ao Hospital São Sebastião, através de convênio entre as entidades, é o que tem garantido o atendimento médico à população do município.
Como os repasses governamentais estão atrasados em 2018, o recurso vindo da prefeitura de Wenceslau Braz tem sido, agora mais que nunca, fundamental para a saúde financeira do Hospital São Sebastião.
Vale lembrar que este repasse foi dobrado pelo prefeito de Wenceslau Braz, Paulo Leonar (PDT), uma vez que até 2016 era no valor de R$ 30 mil. 
“Quando assumimos sabíamos que o hospital tinha graves problemas financeiros. Nos reunimos com a direção, confiamos no trabalho que ela desenvolve mesmo em meio a tantas dificuldades, e dobramos o valor de R$ 30 mil para R$ 60 mil, e eu tenho certeza que se não fosse por isso hoje o hospital teria muita dificuldade em se manter aberto”, avalia o prefeito.
Os problemas financeiros do hospital se agravaram em 2013, quando o antigo centro cirúrgico foi interditado pela vigilância sanitária, e a partir de então a instituição perdeu uma renda de R$ 600 mil anuais - vindos dos procedimentos cirúrgicos realizados até a interdição. 
“O fechamento do centro cirúrgico, na gestão passada, foi um dos maiores problemas sociais da história de Wenceslau Braz. Deixou nossos pacientes a ver navios e uma entidade prestes a fechar. Com nosso apoio, essa situação mudou e hoje estamos prestes a ter a assinatura para a construção de um centro cirúrgico, graças ao deputado Alexandre Curi e ao governo do Estado”, continua Paulo Leonar.
Mesmo assim, hoje o hospital não tem salários de funcionários atrasados ou grande dívidas como chegou a acontecer em 2015 e 2016, quando o repasse do município era menor.

ÁUDIO NO WHATSAPP
Um áudio que circulou pelo whatsapp na manhã desta terça-feira (20) dava a entender que o hospital estava sem recursos para comprar comida. A direção da entidade fez questão de prontamente desmentir o áudio.
Embora a instituição precise sim da ajuda da comunidade e inclusive já tenha o programa Amigos do Hospital há mais de um ano, a informação sobre uma suposta falta de alimentos é completamente falsa.
De qualquer forma a direção do hospital reitera que toda e qualquer contribuição é sempre bem vinda.



FONTE: LUCAS ALEIXO - ASSESSORIA PREFEITURA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria???

As Mais Clicadas do Mês!

As Mais Recentes!

Destaque!

Subir