quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Detran reduz em até 67% a espera por atendimento no Paraná

O Departamento de Trânsito do Paraná encerra 2017 com melhorias importantes no atendimento ao público. A autarquia reduziu em até 67% o tempo de espera em algumas unidades, diminuiu em 50 dias o prazo dos exames teóricos e práticos de direção e realizou mais de 15 milhões de serviços pela internet. Confira a entrevista que a Agência Estadual de Notícias (AEN) fez com o diretor-geral do Detran Marcos Traad que fala sobre os principais avanços obtidos pelo órgão em 2017.
AEN: O número de leilões feitos pelo Detran aumentou em 2017? Qual é o objetivo de promover este tipo de evento?
Marcos Traad: Ano a ano o Detran tem aumentado a realização de leilões dos veículos apreendidos, fundamentalmente para deixar nossos pátios aptos para receber novos veículos. A rotatividade é muito grande e quando aumentam as abordagens, aumenta a quantidade de carros rebocados que precisam se regularizar, seja por falta de documentação, mudanças de características ou outro fator que leve a autoridade de trânsito a levar este veículo para os nossos pátios. Em 2017 fizemos 20 leilões: sete de sucata, 11 de circulação e dois de reciclagem.
AEN: Para onde vão os recursos arrecadados nestes leilões?
Marcos Traad: Com a venda do carro apreendido, é feita a dedução dos débitos que o veículo possui, como dívidas de multas, taxas, impostos e gastos com estadia e remoção de veículos.
AEN: Em 2017 o Detran implantou uma série de novidades, entre o curso de reciclagem preventivo para os motoristas. Como ele funciona?
Marcos Traad: Essa é uma medida importante que evita que condutores que exercem atividade remunerada e tenham habilitação nas categorias C, D e E tenham a CNH suspensa por seis meses. São profissionais que dependem dos veículos, caminhoneiros autônomos, empregados de transportadoras, motoristas de ônibus e até taxistas. Com a Lei Federal 13.281, mais rígida, em vigor desde novembro do ano passado, este foi um passo importante para quem tem entre 14 e 19 pontos na carteira de habilitação.
AEN: Outra novidade implantada neste ano foi o credenciamento de um novo banco para pagamento de taxas e guias. Como funciona?
Marcos Traad: Sim, o banco Santander. Agora o usuário pode pagar seus débitos junto ao Detran no Banco do Brasil, Sicredi, Bancoob, Banco Rendimento e Santander. É importante lembrar ainda que temos uma modalidade de pagamento das guias do Detran, com código de barras, com cartões de débito de todos os bancos. Então hoje o cidadão que tem conta em qualquer banco pode usar nossos terminais de autoatendimento e os caixas do BB.
AEN: É um reforço dos serviços prestados pelo Detran Fácil?
Marcos Traad: Exatamente. É mais um componente importante que permite fechar o processo. Os processos têm início, meio e fim. São 20 serviços disponíveis e diferentes canais de atendimento, como site, TV Digital, aplicativo para tablets e celulares e 272 terminais de autoatendimento.
AEN: O Governo do Estado devolve parte dos recursos arrecadados com multas de trânsito para os municípios. Quais valores foram repassados em 2017?
Marcos Traad: Este ano, o Detran restituiu R$ 2 milhões para 25 cidades paranaenses que não estavam integradas ao Sistema Nacional de Trânsito. Além disso, os valores arrecadados com infrações de trânsito voltam como investimentos em segurança viária, equipamentos como os 380 etilômetros que entregamos para a Polícia Militar usar em blitz e sinalização. Temos hoje o maior projeto de sinalização da história do Detran, chegando a 318 cidades do Estado, com investimento de R$ 46 milhões. Também investimos em atividades de educação, por meio da nossa Escola Pública de Trânsito. São 16 estúdios e 64 salas de videoconferência.
AEN: Outro serviço importante para a população é o exame médico especial. Como funciona?
Marcos Traad: Nos últimos sete anos nos organizamos para ofertar serviço com mais celeridade e tranquilidade para o cidadão. Também fizemos uma distribuição melhor das clínicas que prestam o exame. Além de Curitiba, hoje o serviço está disponível em Bandeirantes, Cascavel, Campo Mourão, Foz do Iguaçu, Irati, Londrina, Maringá, Nova Londrina, Paranavaí, Santo Antônio da Platina e Toledo e União da Vitória. Em seis anos foram feitos 22.348 exames especiais. Em 2017, foram 6.015 atendimentos.
Nós também propusemos ao governador Beto Richa, e ele atendeu, que o Detran ajude com um subsídio maior para pagar parte do valor total do exame e evitar que os valores fossem repassados ao usuário.
AEN: 2017 foi marcado também por alguns problemas de segurança na internet. Pessoas que caíram em golpes que de forma direta ou indireta envolviam o Detran. Quais os cuidados que o cidadão deve ter para não cair nestas armadilhas?
Marcos Traad: Nós temos vistos nas redes sociais muitos anúncios de facilidades, compra de pontos, exclusão de multas, até venda de CNH. Na verdade, são estelionatários, que enganam as pessoas e não entregam nenhum serviço, só ficam com o dinheiro pago. Então nós advertimos a todos para que tenham cuidado. Essas facilidades não existem e é importante lembrar que comprar estas falsas facilidades também é crime.
AEN: Com as festas de fim de ano, aumenta o movimento nas estradas para quem está saindo de férias, indo para a pria. Quais as dicas de segurança?
Marcos Traad: Acima de tudo, é preciso saber que a atitude de cada um tem impacto na vida de todos que estão em volta. É importante manter a manutenção do veículo em dia, não fazer ultrapassagem perigosa, não beber e dirigir, não pegar o volante com sono. É preciso que o motorista esteja atento aos riscos que ele e sua família correm. O motivo da viagem é aproveitar, ir e voltar com segurança, para que todos se divirtam, tenham boas férias, boas festas e um ano de 2018 com menos acidentes. Só de forma conjunta poderemos reverter a tragédia que nos assola no trânsito todos os anos.
AEN: Quais são os principais desafios e o que é possível prever para 2018?
Marcos Traad: O Detran vai continuar investindo em novas tecnologias e facilidades em serviços. O Detran Fácil chegou no final de 2017 com cerca de 15 milhões de atendimentos, sendo que só 20% foram consultas de dúvidas. Ou seja, 12 milhões de processos tiveram início, meio e fim. Isso indica que muita gente não precisou vir ao Detran para realizar um serviço. Ainda tem quem não conhece ou não sabe destas possibilidades. Minha sugestão é consultar o nosso site, baixar nosso aplicativo ou ligar para nosso 0800, que funciona sete dias da semana, 24 horas por dia. Assim o cidadão pode saber todas as facilidades que o Detran tem para oferecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria???

As Mais Clicadas do Mês!

As Mais Recentes!

Destaque!

Subir