domingo, 19 de novembro de 2017

Mutirões ampliam atendimento à saúde

A ampliação da oferta de serviços de saúde à população é um dos desafios da saúde pública. A responsabilidade compartilhada entre Estados, Municípios e União demanda um grande esforço de gestão para potencializar resultados às pessoas.

No Paraná, estado que detém um grande número de serviços de saúde de reconhecida competência e qualidade, a oferta de mutirões de cirurgias e de entrega de órteses e próteses tem se mostrado uma solução para reduzir filas e atender com rapidez e qualidade às necessidades dos cidadãos.

O objetivo é simples: potencializar os recursos existentes para ampliar acesso. Entre 2015 e 2016, o Governo do Estado destinou R$ 60 milhões para a realização de mutirões de cirurgias eletivas – procedimentos não emergenciais, mas que muitas vezes determinam a qualidade de vida de quem aguarda o atendimento.

Em pouco mais de 17 meses, a Secretaria de Saúde conseguiu realizar, em parceria com municípios e prestadores de serviços, mais de 66 mil cirurgias, feitas exclusivamente com recursos do Tesouro Estadual. O grande destaque foram as 35 mil cirurgias de catarata realizadas, além de procedimentos ortopédicos, ginecológicos, vasculares, entre outros.

Em 2017, estamos conduzindo os mutirões com recursos próprios e federais, reduzindo as filas de cirurgias gratuitas e a entrega de aparelhos de surdez, próteses ortopédicas, cadeiras de rodas, entre outros instrumentos necessários para atender às demandas específicas da saúde dos paranaenses. Entre julho e setembro deste ano, foram aplicados R$ 2,5 milhões em mais de 3 mil procedimentos cirúrgicos.

É gratificante acompanhar o efeito dessa estratégia na vida das pessoas. Idosos com grande dificuldades de enxergar puderam recuperar a visão e a qualidade de vida. Pessoas que conviviam com dores e limitações ganharam mais liberdade nas tarefas do dia a dia.

Cabe aos municípios a organização das demandas e a classificação das prioridades. A Secretaria de Saúde faz o chamamento público para prestadores de serviços que desejam participar dos mutirões, além de gerenciar os recursos disponíveis para esse fim, tanto estaduais quanto federais. Tudo isso sem deixar de atender às prioridades cotidianas, como promoção da saúde, prevenção de doenças e o atendimento das situações de urgência e emergência.

Uma das áreas mais complexas da gestão pública, a saúde exige compromisso e prioridade dos governos. Isso, no Paraná, é realidade e pode ser verificado no volume de recursos destinados à área: R$ 18 bilhões aplicados em saúde ao longo dos últimos sete anos, o que equivale a 273% a mais do investido nos oito anos anteriores. No Paraná, saúde é prioridade sempre!

Michele Caputo Neto é secretário de Saúde do Paraná

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria???

As Mais Clicadas do Mês!

As Mais Recentes!

Destaque!

Subir