sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Mulher morre em casa e família aguarda mais de seis horas para corpo ser recolhido

Mais uma família em luto foi vítima do ‘jogo de empurra’ do poder público na manhã desta sexta-feira (3), em Santo Antônio da Platina. É o quinto caso registrado na cidade nos últimos três meses, desta vez no Parque Jandira.
Parentes da dona de casa Vitalina Rodrigues Penha, de 69 anos, foram obrigados a ‘velarem’ seu corpo em cima de sua própria cama por mais de seis horas, e sem qualquer tipo de preparo, porque os agentes funerários estavam impedidos de recolher o cadáver por falta do atestado de óbito.
Somente no início da tarde, após muita insistência da família, de dois vereadores que se propuseram a ajudar e da imprensa, a Secretaria Municipal de Saúde autorizou a retirada do corpo da residência para que um médico assinasse o documento em sua clínica particular.
De acordo com o filho da vítima, Wagner Batista Penha, 34, sua mãe estava bem na noite de quinta-feira, quando ele a viu pela última vez. “Ela estava com uma gripe leve, mas tudo parecia normal. Fiquei com ela até por volta das 22 horas, quando me despedi e fui embora para a minha casa”, contou. “Na manhã de hoje (sexta-feira), meu irmão foi até a casa dela e a chamou, mas ela não respondeu. Pouco depois, uma sobrinha que também mora na residência abriu a porta, e quando meu irmão entrou no quarto ele encontrou nossa mãe desacordada, e aparentemente sem vida”, concluiu.
Valdinei Batista Penha ligou para o Samu, que segundo a família chegou a casa em poucos minutos. Dona Vitalina, porém, já estava morta. Conforme os socorristas, o óbito havia ocorrido há aproximadamente duas horas.
A família comunicou a funerária, que em contato com Secretaria Municipal de Saúde para fazer o recolhimento do corpo foi informada da burocracia em se atestar mortes de causas naturais na cidade.
Diante da dificuldade, parentes pediram ajuda a alguns vereadores e à imprensa para obterem a autorização para o recolhimento do corpo de dona Vitalina. Pouco depois do meio dia, a Secretaria Municipal de Saúde finalmente permitiu a remoção do cadáver e orientou para que a funerária o levasse até uma clínica particular, onde o médico atestaria o óbito. “É muita humilhação! A prefeitura tem a obrigação em primeiro atender a população, depois eles resolvem o que é certo ou errado. Afinal, o prefeito e os vereadores foram eleitos para isso”, avalia um vizinho que pediu para não ser identificado.
Outro lado
A reportagem tentou ouvir o prefeito José da Silva Coelho Neto (PHS), o professor Zezão, bem como a secretária municipal de Saúde, Ana Cristina Micó. Os celulares de ambos, no entanto, estavam desligados ou fora da área de serviço.
A diretora municipal de Saúde, Gislaine Galvão, informou que a última vez que dona Vitalina recebeu acompanhamento médico oferecido pelo município foi em 2015. Portanto, neste caso, o serviço de verificação de óbito deveria ser prestado por um profissional contratado pela família. “Mesmo assim, encaminhamos o caso ao médico que acompanhou o tratamento da paciente à época, través da rede municipal de Saúde, que se prontificou em atestar o óbito”, explicou.
Gislaine reconheceu o problema, e disse que o assunto está sendo discutido junto à Polícia Civil e à Secretaria Estadual de Segurança Pública do Paraná (SESP). “Entendemos a dor das famílias, mas somos obrigados a cumprir o que determina a legislação. É um problema sério e que tem se repetido com frequência no município, mas em breve ele estará solucionado”, assegurou.

FONTE: Luiz Guilherme Brandani - TANOSITE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria???

19 Regional de Saúde Abatia Abatiá ACISC AJUDE O LUCCA Alex Canziani Alexandre Curi Alexandre Guimarães Andira Andirá Angra Doce Artigos Assessorados AUDIÊNCIA PÚBLICA Bandeirantes Barra Barra do Jacaré Beto Richa BOM DE BOLA BRASIL CADASTRO Cambara CAMBARÁ CAPS Carlopolis Carlópolis Casas em Cornélio CERTANO CIAS Cida Borghetti CISNORPI CONCURSO Conselheiro Conselheiro Mairinck ConselheiroMairinck Cornélio Procópio CREF Cultural Curiuva Destaque DETRAN EM AÇÃO Diversos Economia Educacao Educação Esportes Evandro Junior Figueira FUTEBOL Governo do Estado Governo Federal Guapirama Ibaiti Itambaracá Jaboti Jacarezinho Jaguariaíva Japira João Carlos Gomes Joaquim Távora JoaquimTavora Jogos Escolares Jundiaí do Sul JundiaidoSul Liberatti LIMITE DE GASTOS Londrina Magda Cristina MARQUES DOS REIS Michele Caputo MOLINIS Nova América da Colina NOVO CAMINHO Núcleo de Educação OFERTA DE CURSOS Online PARANÁ Parceria FAEL Pedro Lupion PHS Pinhalao Pinhalão PLATINA PM Policial Politica Política Projetos Quatigua Ratinho Junior Regiao Região Ribeirão Claro Ribeirão do Pinhal RibeiraoClaro RibeiraoDoPinhal Romanelli Rubens Bueno Salto do Itararé SaltoDoItarare SAMU Santa Cecília do Pavão Santa Mariana Santana do Itararé SantanaDoItarare Santo Antônio da Platina São José da Boa Vista São Sebastião da Amoreira SaoJosedaBoaVista SAP Saúde SEDS Sindicato Rural SAP Siqueira Campos SiqueiraCampos SOMOS CONSULTORIA Tomazina Trânsito Tribunal de Contas UENP VERMELHO Wenceslau Braz WenceslauBraz

As Mais Clicadas do Mês!

As Mais Recentes!

Destaque!

Subir