quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Relato de trabalhador que desligou energia repercute nas redes

Uma curiosa história ocorrida na cidade de Santo Antônio da Platina ganhou as redes sociais desde o último fim de semana, quando foi compartilhada pelo técnico eletricista João Neto, de 57 anos, funcionário de uma distribuidora de energia. Em um relato intitulado “Ainda bem que você veio”, o trabalhador narra no Facebook sua visita à casa de uma família humilde, com o objetivo de desligar a eletricidade por falta de pagamento.
Chegando ao local, Neto teria sido informado pela moradora que só poderia pagar a conta no dia 9, data em que receberia seu salário. Ele, então, retrucou: “Mas hoje é dia 9”. “Sério?”, questionou ela. “Sério, e se a senhora pagar hoje é só pedir a religação que antes das 6 eu volto”, aconselhou ele.
Antes de sair, o trabalhador teria sido abordado por três crianças, que lhe pediram 1 real. Sem moedas no bolso, ele teria entregue uma nota de 5 reais ao menino e pedido que dividisse o dinheiro com suas irmãs. Ao fim da tarde, ao constatar que a conta fora paga, o trabalhador voltou à casa para reestabelecer a energia. “Eu tinha o dever de devolver luz para aquela criançadinha, era, para mim, o momento da redenção”, lembra. E foi aí que a parte mais “atípica” da história se deu.
“Ao ouvir o barulho da camionete, todos saíram eufóricos. O menino (Eugênio) vem até mim e diz, todo alegrinho: ‘Ainda bem que você veio!’”. Neto pensou, então, que o garoto estivesse feliz pela volta da luz. “Só que não… Ele abre sua mãozinha suja e suada e exclama:toma seu troco!”.
Surpreso com a devolução de uma nota de 2 reais, Neto explicou ao menino que o dinheiro era para ele e suas irmãs. O garoto, sem entender nada, teria reagido: “Mas não era 1 real pra cada um?”. Emocionado, o trabalhador fez questão de manter a doação e disse ter sido “o maior exemplo de honestidade e responsabilidade que já tinha visto na vida”, principalmente “num momento em que nosso país vive uma monstruosa crise moral”.
Ao site EXAME, Neto disse que sempre faz relatos sobre seu cotidiano nas redes, mas que nunca tinha visto tamanha repercussão. “Não esperava, estou assustado!” O trabalhador ainda disse que pretende lançar um livro com as situações mais marcantes de seu dia-a-dia.

FONTE: Revista Exame

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria???

19 Regional de Saúde Abatia Abatiá ACISC AJUDE O LUCCA Alex Canziani Alexandre Curi Alexandre Guimarães Andira Andirá Angra Doce Artigos Assessorados AUDIÊNCIA PÚBLICA Bandeirantes Barra Barra do Jacaré Beto Richa BOM DE BOLA BRASIL CADASTRO Cambara CAMBARÁ CAPS Carlopolis Carlópolis Casas em Cornélio CERTANO CIAS Cida Borghetti CISNORPI CONCURSO Conselheiro Conselheiro Mairinck ConselheiroMairinck Cornélio Procópio CREF Cultural Curiuva Destaque DETRAN EM AÇÃO Diversos Economia Educacao Educação Esportes Evandro Junior Figueira FUTEBOL Governo do Estado Governo Federal Guapirama Ibaiti Itambaracá Jaboti Jacarezinho Jaguariaíva Japira João Carlos Gomes Joaquim Távora JoaquimTavora Jogos Escolares Jundiaí do Sul JundiaidoSul Liberatti LIMITE DE GASTOS Londrina Magda Cristina MARQUES DOS REIS Michele Caputo MOLINIS Nova América da Colina NOVO CAMINHO Núcleo de Educação OFERTA DE CURSOS Online PARANÁ Parceria FAEL Pedro Lupion PHS Pinhalao Pinhalão PLATINA PM Policial Politica Política Projetos Quatigua Ratinho Junior Regiao Região Ribeirão Claro Ribeirão do Pinhal RibeiraoClaro RibeiraoDoPinhal Romanelli Rubens Bueno Salto do Itararé SaltoDoItarare SAMU Santa Cecília do Pavão Santa Mariana Santana do Itararé SantanaDoItarare Santo Antônio da Platina São José da Boa Vista São Sebastião da Amoreira SaoJosedaBoaVista SAP Saúde SEDS Sindicato Rural SAP Siqueira Campos SiqueiraCampos SOMOS CONSULTORIA Tomazina Trânsito Tribunal de Contas UENP VERMELHO Wenceslau Braz WenceslauBraz

As Mais Clicadas do Mês!

As Mais Recentes!

Destaque!

Subir