sábado, 28 de outubro de 2017

Acordo de cooperação técnica vai atrair novas indústrias para Londrina

A Prefeitura de Londrina e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) firmaram, nesta sexta-feira (27), um acordo de cooperação técnica. O termo que formaliza o acordo foi assinado pelo prefeito Marcelo Belinati, pelo diretor de desenvolvimento produtivo da ABDI, Miguel Nery, e o presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Nado Ribeirete. Com a iniciativa, haverá a instalação de um núcleo da Rede Nacional de Produtividade e Inovação (Renapi) na cidade. A Renapi é uma braço regional da ABDI voltado a apoiar estados, municípios e arranjos produtivos em ações voltadas ao desenvolvimento da indústria local. Recife, Cacoal, Sorriso e São Paulo já contam com núcleos instalados e trabalham nos planos de ação de setores específicos, apontados pelos parceiros locais como prioritários.
O acordo de cooperação técnica, assinado nesta sexta-feira (27), tem como objetivo promover o desenvolvimento produtivo e de inovação, com foco na agregação de valor e no aumento da competitividade das atividades industriais e agroindustriais.
Marcelo destacou que, assim como o escritório do Centro de Tecnologia da Informação (CTI) do Ministério da Ciência e Tecnologia, várias outras cidades do país também buscavam a instalação de um núcleo da ABDI. “A Agência faz essa interface entre o privado e o público, e ajuda a construir soluções para o setor industrial. E por isso ela é um grande diferencial na atração de indústrias para uma cidade. O Brasil inteiro estava disputando o CTI e a ABDI, e quem ganhou foi Londrina. Isso nos diferencia cada vez mais, e é exatamente isso que a gente quer. A gente não pode mudar o passado, mas com certeza nós vamos construir um novo futuro para a nossa cidade”, ressaltou.
Segundo o prefeito, a instalação do Renapi em Londrina se soma aos projetos de infraestrutura que o Município está planejando, juntamente com ações de desburocratização e cidade industrial. “E tudo isso vai sair do papel, vai se tornar realidade, para a gente efetivamente mudar para melhor a nossa cidade. A ABDI virá com tudo na área de saúde, mostrando que a tecnologia de informação pode contribuir na redução de custos e com a melhora no atendimento da nossa população, que é o grande objetivo da administração. Eles vão nos ajudar a construir as soluções tecnológicas necessárias para melhorar a qualidade do atendimento”, informou.
O diretor da ABDI explicou que o trabalho da agência envolve apoiar o governo federal em ações de desenvolvimento industrial, produtivo e tecnológico. “Dentre as ações que a ABDI promove, nós definimos alguma ação que pudesse ter impacto regional em polos industriais ou microrregiões com grande potencial tecnológico. E agora passamos a fazer ações de intervenções nessas regiões selecionadas, com potencial de desenvolvimento tecnológico e industrial. Nesse contexto, temos a Renapi em cinco regiões, e Londrina foi selecionada como sendo uma delas”, contou.
Dentre os critérios que levaram a escolher Londrina para instalação do núcleo, Nery citou o forte arranjo produtivo na área de tecnologia da informação e comunicação existente na cidade. “Isso é um fator importante, além do conjunto de empresas que aqui operam na área do complexo de saúde. E temos um agronegócio extremamente forte, do ponto de vista de agregação de valor. Parabenizo a todos, pois estaremos abrindo um horizonte de franco desenvolvimento industrial e tecnológico no município de Londrina, e na própria região”, acrescentou.
O deputado federal Alex Canziani, que acompanhou o processo para escolha de Londrina como novo polo da Renapi, considera que a ABDI será mais um ativo importante para mostrar o quanto Londrina está focada na área de tecnologia, e que vai gerar muitas oportunidades para toda a região. “Hoje é um dia muito importante para o setor de Tecnologia da Informação, para Londrina e o norte do Paraná. Deixo registrado minha gratidão à ABDI por essa gentileza. Quantas outras regiões não gostariam de ter uma estrutura como essa? E isso é possível graças ao ecossistema que nós temos, e todo trabalho para mostrar o que nossa cidade tem e o que pode oferecer, em termos de desenvolvimento e tecnologia”, frisou.

TEXTO E FOTOS: Assessoria de Imprensa Prefeitura Londrina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria???

19 Regional de Saúde Abatia Abatiá ACISC AJUDE O LUCCA Alex Canziani Alexandre Curi Alexandre Guimarães Andira Andirá Angra Doce Artigos Assessorados AUDIÊNCIA PÚBLICA Bandeirantes Barra Barra do Jacaré Beto Richa BOM DE BOLA BRASIL CADASTRO Cambara CAMBARÁ CAPS Carlopolis Carlópolis Casas em Cornélio CERTANO CIAS Cida Borghetti CISNORPI CONCURSO Conselheiro Conselheiro Mairinck ConselheiroMairinck Cornélio Procópio CREF Cultural Curiuva Destaque DETRAN EM AÇÃO Diversos Economia Educacao Educação Esportes Evandro Junior Figueira FUTEBOL Governo do Estado Governo Federal Guapirama Ibaiti Itambaracá Jaboti Jacarezinho Jaguariaíva Japira Joaquim Távora JoaquimTavora Jogos Escolares Jundiaí do Sul JundiaidoSul Liberatti LIMITE DE GASTOS Londrina Magda Cristina MARQUES DOS REIS Michele Caputo MOLINIS Nova América da Colina NOVO CAMINHO Núcleo de Educação OFERTA DE CURSOS Online PARANÁ Parceria FAEL Pedro Lupion PHS Pinhalao Pinhalão PLATINA PM Policial Politica Política Projetos Quatigua Ratinho Junior Regiao Região Ribeirão Claro Ribeirão do Pinhal RibeiraoClaro RibeiraoDoPinhal Romanelli Rubens Bueno Salto do Itararé SaltoDoItarare SAMU Santa Cecília do Pavão Santa Mariana Santana do Itararé SantanaDoItarare Santo Antônio da Platina São José da Boa Vista São Sebastião da Amoreira SaoJosedaBoaVista SAP Saúde SEDS Sindicato Rural SAP Siqueira Campos SiqueiraCampos SOMOS CONSULTORIA Tomazina Trânsito Tribunal de Contas UENP VERMELHO Wenceslau Braz WenceslauBraz

As Mais Clicadas do Mês!

As Mais Recentes!

Destaque!

Subir