sábado, 28 de outubro de 2017

Acordo de cooperação técnica vai atrair novas indústrias para Londrina

A Prefeitura de Londrina e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) firmaram, nesta sexta-feira (27), um acordo de cooperação técnica. O termo que formaliza o acordo foi assinado pelo prefeito Marcelo Belinati, pelo diretor de desenvolvimento produtivo da ABDI, Miguel Nery, e o presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Nado Ribeirete. Com a iniciativa, haverá a instalação de um núcleo da Rede Nacional de Produtividade e Inovação (Renapi) na cidade. A Renapi é uma braço regional da ABDI voltado a apoiar estados, municípios e arranjos produtivos em ações voltadas ao desenvolvimento da indústria local. Recife, Cacoal, Sorriso e São Paulo já contam com núcleos instalados e trabalham nos planos de ação de setores específicos, apontados pelos parceiros locais como prioritários.
O acordo de cooperação técnica, assinado nesta sexta-feira (27), tem como objetivo promover o desenvolvimento produtivo e de inovação, com foco na agregação de valor e no aumento da competitividade das atividades industriais e agroindustriais.
Marcelo destacou que, assim como o escritório do Centro de Tecnologia da Informação (CTI) do Ministério da Ciência e Tecnologia, várias outras cidades do país também buscavam a instalação de um núcleo da ABDI. “A Agência faz essa interface entre o privado e o público, e ajuda a construir soluções para o setor industrial. E por isso ela é um grande diferencial na atração de indústrias para uma cidade. O Brasil inteiro estava disputando o CTI e a ABDI, e quem ganhou foi Londrina. Isso nos diferencia cada vez mais, e é exatamente isso que a gente quer. A gente não pode mudar o passado, mas com certeza nós vamos construir um novo futuro para a nossa cidade”, ressaltou.
Segundo o prefeito, a instalação do Renapi em Londrina se soma aos projetos de infraestrutura que o Município está planejando, juntamente com ações de desburocratização e cidade industrial. “E tudo isso vai sair do papel, vai se tornar realidade, para a gente efetivamente mudar para melhor a nossa cidade. A ABDI virá com tudo na área de saúde, mostrando que a tecnologia de informação pode contribuir na redução de custos e com a melhora no atendimento da nossa população, que é o grande objetivo da administração. Eles vão nos ajudar a construir as soluções tecnológicas necessárias para melhorar a qualidade do atendimento”, informou.
O diretor da ABDI explicou que o trabalho da agência envolve apoiar o governo federal em ações de desenvolvimento industrial, produtivo e tecnológico. “Dentre as ações que a ABDI promove, nós definimos alguma ação que pudesse ter impacto regional em polos industriais ou microrregiões com grande potencial tecnológico. E agora passamos a fazer ações de intervenções nessas regiões selecionadas, com potencial de desenvolvimento tecnológico e industrial. Nesse contexto, temos a Renapi em cinco regiões, e Londrina foi selecionada como sendo uma delas”, contou.
Dentre os critérios que levaram a escolher Londrina para instalação do núcleo, Nery citou o forte arranjo produtivo na área de tecnologia da informação e comunicação existente na cidade. “Isso é um fator importante, além do conjunto de empresas que aqui operam na área do complexo de saúde. E temos um agronegócio extremamente forte, do ponto de vista de agregação de valor. Parabenizo a todos, pois estaremos abrindo um horizonte de franco desenvolvimento industrial e tecnológico no município de Londrina, e na própria região”, acrescentou.
O deputado federal Alex Canziani, que acompanhou o processo para escolha de Londrina como novo polo da Renapi, considera que a ABDI será mais um ativo importante para mostrar o quanto Londrina está focada na área de tecnologia, e que vai gerar muitas oportunidades para toda a região. “Hoje é um dia muito importante para o setor de Tecnologia da Informação, para Londrina e o norte do Paraná. Deixo registrado minha gratidão à ABDI por essa gentileza. Quantas outras regiões não gostariam de ter uma estrutura como essa? E isso é possível graças ao ecossistema que nós temos, e todo trabalho para mostrar o que nossa cidade tem e o que pode oferecer, em termos de desenvolvimento e tecnologia”, frisou.

TEXTO E FOTOS: Assessoria de Imprensa Prefeitura Londrina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria???

As Mais Clicadas do Mês!

As Mais Recentes!

Destaque!

Subir