sábado, 30 de setembro de 2017

Teatro nas escolas do Norte Pioneiro



O projeto de contação de histórias “Um Reino Sem Dengue” contempla mais três municípios da Bacia do Paranapanema, na próxima semana, levando literatura e teatro às escolas públicas para estimular crianças ao combate do mosquito Aedes Aegypti. A iniciativa, patrocinada via Lei Rouanet pela Rio Paranapanema Energia – concessionária de oito hidrelétricas na região e subsidiária do Grupo CTG no Brasil –, estará nos seguintes municípios: Siqueira Campos, na segunda-feira, 2 de outubro; Salto do Itararé, dia 3; Santana do Itararé, no dia 4; e Carlópolis, sexta-feira, dia 6.
Para alertar a garotada sobre a necessidade de eliminar o mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, um ator da produtora cultural Villa7 encena a história usando literatura e teatro de bonecos, tratando um assunto de saúde pública de forma lúdica, interativa e bem-humorada. O projeto “Um Reino Sem Dengue” leva o mesmo nome do livro escrito por Alda de Miranda, com ilustrações de Ricardo Girotto. Ao final da apresentação, cada criança recebe um exemplar da obra.
Em Santana do Itararé, a iniciativa deve complementar o trabalho do município no combate à dengue. “Tivemos casos da doença nos anos anteriores e, com a chegada das altas temperaturas, as secretarias de Saúde e Educação se uniram para alertar a população para o combate ao mosquito. A contação de histórias às crianças é um importante reforço nessa tarefa”, enfatiza a secretária municipal de Educação, Zenilde de Fátima Anhaia Leite.
A ação tem sido bem recebida nas cidades por onde passa, alcançando os objetivos da CTG Brasil, empresa que patrocina o projeto. “O problema da dengue é atual e relevante, por isso nos engajamos nessa tarefa de conscientizar as comunidades, trabalhando a educação de crianças, para que combatam o mosquito e, consequentemente, se previnam das sérias doenças transmitidas por ele”, afirma Salete da Hora, gerente de Comunicação da CTG Brasil.
Ela ressalta que enquanto em 2016 foram 25 cidades paranaenses e paulistas sediando 50 sessões de contação de histórias, neste ano o projeto ampliou a circulação para 50 municípios e cem apresentações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria???

As Mais Clicadas do Mês!

As Mais Recentes!

Destaque!

Subir