segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Lupion viabiliza, junto ao governo estadual, programa de reparo para Colégios Estaduais do NP

O Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional (Fundepar) confirmou ao deputado estadual Pedro Lupion (DEM), a inclusão dos Colégios Estaduais Rio Branco, de Santo Antônio da Platina, Dr. João Rocha Chueiri, de Ribeirão Claro e Barbosa Ferraz, de Andirá no programa Reparo Rápido. A inclusão dos colégios ocorreu após intermediação do deputado e da chefe do Núcleo Regional de Educação, Magda Cristina Souza Nogueira, junto ao governo estadual.
“O Colégio Estadual Dr. João da Rocha Chueiri apresenta trincas e rachaduras e o Colégio Barbosa Ferraz tem sérios problemas no telhado, ambos com o desgaste de chuvas e intempéries”, explica a chefe do Núcleo Regional.  Segundo ela, o Colégio Estadual Rio Branco, está com três salas de aula e o auditório interditados em razão das trincas e rachaduras, e será contemplado com o programa logo no início do próximo ano.
“Recorri ao deputado Lupion e detalhei os problemas desses colégios, prontamente, ele intermediou junto ao governo estadual para agilizar os laudos da perícia de solo, necessários para o  enquadramento das instituições no programa Reparo Rápido”, explicou a chefe do NRE. A chefe do Núcleo Regional enfatiza a necessidade de reparos no colégio de Carlopólis, já que que em dias de chuva, em algumas salas de aula, a água escorre pelas paredes, necessitando do serviço de restauração, explica Magda Nogueira.
“O programa foi criado com a proposta de agilizar a revitalização das escolas estaduais  permitindo a brevidade no atendimento da demanda”, destaca Lupion. Segundo o parlamentar, o colégio Joaquim Maximiano, de Carlópolis também foi encaminhado, para avaliação da Fundepar para ser inserido no programa.
Programa Reparo Rápido
De acordo com a Fundepar, o Reparo Rápido consiste em reparar a estrutura física dos estabelecimentos estaduais de ensino, atendendo, de forma rápida, às demandas de serviços comuns de engenharia, advindos do desgaste diário, bem como, dos causados por intempéries como vendaval, chuva de granizo, temporal, alagamento, desmoronamento, dentre outros.
Para o desenvolvimento do programa foi levado em consideração o número de unidades existentes dentro de cada região, a logística da via rodoviária e a proximidade geográfica, culminando na divisão dos 32 Núcleos Regionais de Ensino em 13 lotes.
O procedimento licitatório ocorrerá na modalidade de Pregão Eletrônico por meio do Sistema de Registro de Preços-SRP, visando à contratação de empresa especializada para executar serviços comuns de engenharia.
As unidades escolares a serem reparadas seguirão em uso durante a execução dos serviços, para que não haja prejuízo no cumprimento do desenvolvimento das atividades pedagógicas e do calendário escolar.

FONTE: Assessoria Lupion

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria???

As Mais Clicadas do Mês!

As Mais Recentes!

Destaque!

Subir