quarta-feira, 19 de abril de 2017

ALERTA: Mensagem do jogo ‘Baleia Azul’ chega à região



A reportagem do Blog do Marcos Junior recebeu na manhã desta quarta-feira, 19, que uma aluna de 13 anos de Jacarezinho recebeu a mensagem do jogo ‘Baleia Azul’ nesta semana. A informação pegou todos de surpresa e segundo a mesma fonte o estabelecimento de ensino já iria providenciar uma palestra para alertar sobre o perigo do referido jogo. À pedido desta fonte o nome da escola não seria divulgado.
Este ‘jogo’ propõe 50 desafios aos adolescentes e sugere o suicídio como última etapa, preocupa pais, alunos e professores no Brasil. O que atualmente está sendo conhecido como "jogo" na verdade é uma sequência de troca de mensagens em redes sociais e tarefas a serem cumpridas. Nas conversas, um grupo de organizadores, chamados "curadores", propõe 50 desafios macabros aos adolescentes, como fazer fotos assistindo a filmes de terror, automutilar-se desenhando baleias com instrumentos afiados em partes do corpo e ficar doente.
Em Curitiba, nesta terça-feira, uma equipe composta por representantes daquele município e também Governo do Estado se reuniram para traçar uma estratégia sobre a situação. Na ocasião, a rede municipal de saúde de Curitiba registrou cinco tentativas de suicídio entre adolescentes de 13 a 17 anos, que foram atendidos e encaminhados para acompanhamento em Centro de Atenção Psicossocial (Caps). Em todos os casos, havia sinais de automutilação e ingestão de medicamentos.
“Orientamos que pais e responsáveis conversem com os adolescentes e fiquem atentos a sinais de isolamento, perda de vínculo familiar e quadros de automutilação”, diz o secretário municipal da Saúde de Curitiba, João Carlos Baracho.

Dicas da Policia federal
Após a morte de adolescentes no Brasil sob investigação por estarem relacionadas ao jogo Baleia Azul, que tem como desafio final o suicídio, a Polícia Federal lançou um alerta aos pais. O jogo acontece em grupos fechados na internet e tem como desafio final o suicídio do jogador. 

  1. Os pais devem atrair a confiança dos filhos por meio do diálogo franco e aberto sem qualquer tipo de repressão para que no primeiro sinal de perigo a criança se sinta à vontade para procurar sua ajuda. 
  2. Observe comportamentos estranhos dos filhos como isolamento, tristeza aguda, decepção amorosa, comportamentos depressivos, atitudes suicidas.
  3. Preste atenção no corpo de seu filho se não existe sinais de mutilação ou queimaduras e se ele está usando camisas de mangas compridas para evitar a exposição dessas marcas.
  4. Evite que seus filhos fiquem muito tempo na internet ou assistindo filmes na televisão durante a madrugada. 
  5. Observe se seu filho está saindo de casa em horários pela madrugada com o objetivo de cumprir tarefas impostas pelo jogo
  6. Peça ao seu filho para ser adicionado nas redes sociais deles, fazendo isso você poderá saber o que está se passando com ele e com quem eles estão interagindo. Caso os pais não tenham idade para aprender a conviver com este mundo virtual, eles devem delegar a tarefa para um parente mais próximo (irmão, primo, sobrinho), alguém que o adolescente seja próximo e confie. 
  7. Deixe o computador em um local comum e visível da casa. 
  8. Ao proibir alguma página, explique as razões e os perigos da rede. 
  9. Evite expor na internet informações particulares e dados pessoais como telefones, endereços, documentos, horário que sai de casa e para onde está indo, localização acessível o tempo todo.
  10. Evite colocar fotos com locais onde frequenta (clubes, teatros, igrejas), carros (a placa localiza o endereço), casa (mostra onde a pessoa mora). 
  11. Nunca adicione desconhecidos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria???

As Mais Clicadas do Mês!

As Mais Recentes!

Destaque!

Subir