segunda-feira, 7 de novembro de 2016

DENÚNCIA: DESVIO DE RECURSO

O vereador de Jacarezinho José Izaías Gomes, o Zola, denunciou na Sessão Legislativa na noite desta segunda-feira, 7, o desvio de dinheiro público. Ele ressaltou que recebeu a informação que um professor pegou R$ 5 mil de uma conta específica para compra de merenda nos últimos meses e utilizou de outra forma.
“Ele mesmo assinava e ia ao banco descontar. Tem a sua assinatura atrás das folhas de cheque. A situação foi descoberta quando um cheque de R$ 1,8 mil foi descontado sem fundo”, argumenta o vereador Zola. Ele ressalta que esteve na Secretaria Municipal de Educação na manhã desta segunda para verificar a situação.
O vereador Fúlvio Boberg também argumentou que ficou sabendo da situação e foi atrás de informações. “Este professor faz parte da APP Sindicato e do Observatório é preciso um comunicado destas entidades sobre isto”, complementa. Outro que questionou a situação foi o vereador Fabiano Saad. “É preciso que a população possa questionar esta situação. Pois é um assunto sério e preocupante com o dinheiro público”, argumenta Fabiano Saad.
O vereador Zola ainda questiona que durante as manifestações que aconteceram na Câmara Municipal recentemente este professor denunciado pegou atestado para dar entrevista a uma emissora de televisão. “Ele vinha e questionava nossos atos. Espero que seja apurada da mesma forma esta denúncia”, argumenta José Izaías.
No Plenário da Câmara Municipal o representante do Observatório Social Adão Fioravante ressaltou que o Movimento Social não compactua com esta situação e deverá emitir uma nota nesta terça-feira. Outro representante Alberto Bonardi ressaltou que estão aguardando uma manifestação do acusado. “Se for o caso já tomamos providências. Seja mantê-lo ou afastá-lo, isso será decidido pelo grupo e não por pressão de vereador ou da mídia”, comenta.
A Secretária Municipal de Educação Danielle Cruz também foi procurada e anunciou que as provas foram analisadas durante os últimos dias e deverá ser aberto um Procedimento Criminal além de Boletim de Ocorrência já realizado. A reportagem do Blog do Marcos teve acesso ao nome do professor, com a garantia que não seria divulgado durante a investigação, e em contato, ele ressaltou: “Irei dar minha defesa quando for aberto o processo administrativo. Até o momento não fui ouvido formalmente. Estou confiante na justiça”, finaliza o processo citado na situação.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria???

As Mais Clicadas do Mês!

As Mais Recentes!

Destaque!

Subir